UFSC » Departamento de Serviço Social

11º Seminário NECAT
Publicado em 20/09/2016 às 15:15

Seminário NECAT em jpg

Resultado da seleção de monitoria
Publicado em 09/09/2016 às 17:43

Resultado seleção Monitoria 2016-2 (1)

MANIFESTO DOS DOCENTES DO DEPARTAMENTO DE SERVIÇO SOCIAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EM DEFESA DA DEMOCRACIA E CONTRA O GOLPE EM CURSO NO BRASIL
Publicado em 11/07/2016 às 16:56

Os docentes do Departamento de Serviço Social (DSS) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) denunciam o golpe parlamentar-jurídico em curso no Brasil que pretende aprovar um pedido de impedimento da Presidenta Dilma Rousseff. Trata-se de uma estratégia cuja qualificação não pode ser denominada de outra forma: um GOLPE contra a soberania popular, contra os incipientes avanços na área dos direitos sociais, enfim, um GOLPE contra a frágil e problemática democracia brasileira. Não há, até o momento, qualquer comprovação de que Dilma Rousseff tenha cometido qualquer ato ilícito que justifique o processo de impeachment orquestrado pela burguesia nacional, articulada com o capital internacional.

Nossa posição se fundamenta nos seguintes princípios:

  1. A defesa da construção de um projeto societário radicalmente democrático;
  2. A afirmação da soberania popular como princípio fundante do poder político e do respeito aos processos eleitorais através dos quais se manifesta;
  3. A defesa dos direitos das pessoas e das políticas públicas que os efetivam;
  4. Um projeto de País em que todos e todas possam acessar a riqueza socialmente produzida, onde não recaia sobre os ombros dos mais pobres o ônus das crises econômicas inerentes à ordem capitalista.

Também se fundamenta na avaliação de que tínhamos começado a avançar rumo ao fim das relações escravagistas; ao fim da brutalidade das discriminações, sobretudo das discriminações raciais e de gênero; rumo ao fim da pobreza extrema; rumo à efetivação de alguns dos direitos sociais declarados na Constituição de 1988.

Esses avanços, que podem ser considerados como tímidos e pequenos em relação às nossas expectativas, foi enorme no número de brasileiros e brasileiras, atingidas e atingidos, direta ou indiretamente. Avanços esses, que se tornaram  insuportáveis às elites, esse restrito setor da sociedade que domina, como dominou por séculos à imensa maioria da população subalternizada de nosso país.

As forças políticas conservadoras não se conformaram com o resultado das eleições de 2014 que reconduziu Dilma Rousseff à presidência da República. Desde então, essas forças políticas têm investido em processos que objetivaram a desestabilização política de um governo eleito segundo os procedimentos democráticos, demonstrando um claro posicionamento contra os mais elementares princípios do Estado Democrático de Direito.

Não existe outro motivo para o golpe que a intolerância da classe dominante que nunca saiu da “casa grande”, acerca da possibilidade de uma democratização na distribuição da riqueza socialmente produzida.

Por todo o exposto, nós, docentes do DSS da UFSC nos manifestamos contra o GOLPE parlamentar-jurídico em curso do Brasil e conclamamos os trabalhadores para se manterem na luta, resistindo ao avanço desse processo.

 

Docentes do Departamento de Serviço Social da UFSC, em 06 de julho de 2016.

NESSOP participa de evento em defesa do SUS
Publicado em 29/06/2016 às 15:59

O Núcleo de Estudos em Serviço Social e Organização Popular (NESSOP) do DSS por meio do projeto de extensão intitulado Sistema Único de Saúde: gestão democrática
e com base no direito público, participou de dois eventos em defesa do SUS

Dia: 24/06/2016 – no auditório do CSE

Encontro de conselheiros de Saúde

A professora Tânia Regina Krüger coordenou  o debate sobre a conjuntura política e participação deliberativa.

Dia 27/06/2016 – na sala 217 do CSE - Plenária em Defesa do SUS

Objetivo: Articular as lutas dos diferentes movimentos sociais, sindicais e acadêmicos em defesa do SUS

Participaram desta plenária os seguintes sujeitos coletivos:

- Fórum Catarinense Contra as Privatizações e Defesa do SUS

- OcupaSUS

- UFSC em Defesa do SUS

- SindSaúde

- SindPREVIS

- Médicos Populares

- Conselho Municipal de Saúde de Fpolis

- Conselhos Locais de saúde de Fpolis

- Residentes de saúde da Família da UFSC e da SMS/PMF

- NESSOP

- Estudantes e professores da UFSC

IMG_7266 IMG_7275 IMG_7283 IMG_7306 IMG_7309 IMG_7330 Plenária de Saúde 27 06 2016  a

NESSOP promove debate sobre a dívida pública
Publicado em 15/06/2016 às 12:01

Na data de 14 de junho o Núcleo de Estudo em Serviço Social e Organização Popular (NESSOP) promoveu um debate sobre a dívida pública brasileira, com a presença da palestrante Maria Lúcia Fattorelli.

Acesse o conteúdo apresentado pela palestrante: Auditoria cidadão divida-14.06.2016 Fattorelli.

Convite participação CCAS – estudantes!
Publicado em 21/03/2016 às 11:06

CCAS-apoiadores-3

Convite participação II CCAS
Publicado em 21/03/2016 às 11:03

marca_CCAS_oficial_cor

Homenagem
Publicado em 17/03/2016 às 16:15

Na data de 15 de março a Câmara Municipal de Florianópolis concedeu a Medalha Professor João David Ferreira Lima para as professoras do Departamento de Serviço Social da UFSC e Zulamar Maria de Bittencourt e Castro e Maria Ester Menegasso. A medalha tem como objetivo homenagear pessoas que tenham prestado relevantes serviços ao ensino superior no município de Florianópolis.

 

foto 1

foto 2

Formulário de Solicitação de Realização de Avaliações
Publicado em 13/05/2014 às 10:10

Está disponível para download o Formulário de Solicitação de Realização de Avaliações. Baixe Aqui!

 

Prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos valoriza Serviço Social
Publicado em 24/05/2010 às 20:28

“Entre áreas clássicas, o Centro Sócio-Econômico escolhe homenagear o Serviço Social e nos chama atenção para a importância desse campo, para a importância das causas sociais, nossas maiores causas”. Elogiando a escolha do CSE e a trajetória da professora Ivete Simionatto, o reitor Alvaro Prata entregou na manhã dessa segunda-feira, 24/5, o quarto Prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos.

No mês de maio a escolha coube ao Centro Sócio-Econômico, que elegeu para receber a homenagem a professora do Departamento de Serviço Social. Até dezembro, 11 docentes serão reconhecidos por sua contribuição à produção do conhecimento e à formação de recursos humanos. A premiação integra as comemorações dos 50 anos da Universidade.

“Agradecemos sua determinação no Curso de Serviço Social, no Departamento, no Centro Sócio-Econômico. Agradecemos por trabalhar por uma universidade melhor. Obrigado por formar pesoas que sabem buscar e sabem usar o conhecimento”, salientou o diretor do Centro Sócio-Econômico, professor Ricardo José Araújo de Oliveira.

Recuperando a história de vida da homenageada, o professor lembrou de sua origem na cidade de Tangará, no Meio-Oeste de Santa Catarina, em uma família humilde, de tradição agrícola, que com dificuldades proporcionou o ensino superior aos filhos. Lembrou também do fascínio de Ivete Simionatto pela poesia e de seu primeiro emprego em uma livraria.

Emocionada, a chefe do Departamento de Serviço Social, professora Beatriz Augusto de Paiva, pontuou a vida acadêmica e a vocação intelectual da homenageada. “O trabalho de Ivete extrapola o espaço profissional e o campo do Serviço Social, contribui com a sociologia, a pedagogia, a ciência política”, destacou.

“No caso do Serviço Social, boa parte dos seus estudos de maior fôlego privilegiaram a visão teórica da profissão, colaborando com a compreensão dos diferentes projetos profissionais, para iluminar desafios da intervenção e da prática do assistente social. Outra parte de seus estudos se volta para as políticas sociais, especialmente na área da saúde, que é um dos campos mais importantes de trabalho para o assistente social”, lembrou Beatriz.

“Há um aspecto ainda que merece ser destacado. Ivete nunca se descuidou ou se afastou do ensino da graduação, da orienteção de pesquisadores de iniciação científica e de trabalhos de conclusão de curso, realizando a articulação entre pesquisa e ensino”, complementou.

Em sua fala Ivete Simionatto agradeceu a premiação, citou diversas pessoas que foram fundamentais em sua carreira e lembrou o quanto é jovem o Serviço Social no campo da pesquisa, com estudos reconhecidos especialmente a partir da década de 70. Mas já no final da década de 80 o campo conquistou estatuto de ciência, com uma produção que se equipara em termos quantitativos e qualitativos a outras áreas das ciências sociais.

“Deixamos de ser somente consumidores para nos tornarmos produtores de conhecimento”, comemorou a professora, falando também com orgulho da implantação de grupos de pesquisa junto ao Departamento de Serviço Social da UFSC na década de 1990 e da criação da Revista Katálysis, periódico do Curso, indexado à base de dados Scielo, com penetração em países de língua hispânica e em Portugal.

“Agora nos preparamos para criar o doutorado em Serviço Social, primeiro nesta área em uma universidade pública federal na Região Sul”, contou satisfeita. “O reconhecimento do Serviço Social como campo de pesquisa também nos coloca um enorme compromisso com a sociedade”, ressaltou a homenageada, que dividiu a premiação com alunos, servidores técnico-administrativos e professores de seu Centro de Ensino.

No Centro Sócio-Econômico a cerimônia de entrega do Prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos também homenageou servidores docentes e técnico-administrativos recém-aposentados.

Saiba Mais:
Prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos:

Universidade homenageia pesquisadores no ano de seu cinquentenário

Criada em 18 de dezembro de 1960, a Universidade Federal de Santa Catarina completa 50 anos como a oitava instituição do Brasil com o maior número de equipes envolvidas na produção do conhecimento científico e tecnológico nacional. Para homenagear esse conjunto de cientistas no ano de seu cinquentenário, a universidade instituiu o prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos.

De março a dezembro, 11 professores, coordenadores de importantes estudos em suas áreas, representantes dos 11 centros da instituição, serão reconhecidos. O primeiro destaque foi Raul Antelo, professor e pesquisador de literatura brasileira contemporânea do Centro de Comunicação e Expressão. O segundo foi Wagner Figueiredo, docente do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas da UFSC, especializado no campo da física da matéria condensada. O terceiro homenageado foi Markus Vinícius Nahas, do Centro de Desportos, referência na área de atividade física e saúde. A quarta premiação coube à professora Ivete Simionatto, do Departamento de Serviço Social.

A organização do prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos é da Pró-Reitoria de Pesquisa e Extensão, com apoio da Agência de Comunicação e Centro de Cultura e Eventos da UFSC.

Mais informações sobre o prêmio:
Professor Jorge Mário Campagnolo – Diretor de Projetos de Pesquisa
Fone: 3721-9437
E-mail: campagnolo@reitoria.ufsc.br

Professor Ricardo Rüther –Diretor do Núcleo de Apoio e Acompanhamento
Fone: 3721-9846
E-mail: ruther@reitoria.ufsc.br

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom
Fotos: Cláudia Reis / Jornalista da Agecom

  • Administradores do Site
  • 1960 - 2015 - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) | Central Telefônica - (48) 3721-9000 |
  • Última atualização do site foi em 26 de setembro 2016 - 19:01:47
SeTIC
Páginas UFSC